5 mil horas de chuva

Imagem

Foto: We Heart It

É difícil contar o tempo nas circunstâncias em que me encontro. Acredito fielmente que umas cinco mil horas devem ter se passado desde que cheguei até aqui. Uma longa caminhada em pensamentos que justificam meus tantos erros foram apresentadas ao meu maior crítico – eu mesmo. Divagar nem sempre significa chegar a lugar algum. Deus sabe como eu tentei fugir de lembranças que atormentam minha alma e causam desconforto em lugares que antes, desconhecia.

Continuo a viver. Ah, o prazer da vida! O que mais eu poderia fazer? Olho em volta, observo cada canto do quarto que um dia foi tomado por risadas e conversas entusiasmadas. A cama bagunçada, os lençóis enrolados à cobertas e travesseiros. A cortina ainda fechada, impede um raio de luz teimoso que insiste em entrar. A mesa de cabeceira coberta de livros, garrafas de água e caixas de remédios, agora vazios.

O tempo me fez prisioneiro de minhas escolhas. Estou preso em uma rotina que me mata lentamente e que não faz o menor sentido sem ela. Ela. Só ela. Sempre foi ela. O quarto é ela em sua melhor forma – bagunçado, sem sentido.

Preciso fugir dessa prisão.

Caminho em direção ao nada. Olho para o céu a fim de observar a vida em sua mais bela forma. Não é isso que as pessoas fazem? Praguejo por não ter nenhum sinal dos deuses. Algo que me diga qual é o sentido da minha existência e se posso existir sem ela.

Em meio a passos desajeitados e preguiçosos, torno a pensar no propósito de sofrer por saudade de alguma coisa. Talvez esse seja o motivo da minha existência, afinal: caminhar loucamente e não chegar a lugar nenhum, mas com uma dor no peito que agora faz parte de mim e me distingue de outros poetas sonhadores. Eu sou a poesia. Eu sou a droga da poesia em toda a sua complexidade.

Respiro fundo e olho mais uma vez para o céu, que agora atingiu um aspecto feio e cinzento. Como uma possível piada trágica do destino, me surpreendo ao sentir a primeira gota de chuva caindo em minha pele saudosa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s