Crônica de um dia ruim

Foto: We Heart It

Foto: We Heart It

Acordo. Não tenho a pretensão de agradecer aos céus pela manhã nublada. É apenas mais um dia na história da vida. Tenho a sensação de estar andando em círculos. Círculos não nos levam a lugar algum. Sinto-me preso em um mundo onde pareço não pertencer.

O dia nem começou e já estou cansado. Minhas olheiras denunciam noites mal dormidas. Perdido em pensamentos, fico encontrando formas de tentar sair de um labirinto, que eu nem sei porque está ali. Sou tão jovem para ter tantas preocupações, às vezes acho que estou enlouquecendo. Talvez eu esteja, não que eu me importe.

Hoje sou o resto dos dias em que fui feliz. A vida passou e em mim agora há apenas o gosto amargo do café. Fui mais do que poderia e menos do que devia. Cansado de tanto drama, mas sempre querendo mais, pego meu livro de poesias e dito em voz alta, nem que seja pela última vez: “sofrer vai ser minha última obra”.

Anúncios

2 Respostas para “Crônica de um dia ruim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s