Inspiração: Tatuagens literárias

Eternizar. Para mim, esse é o sentido da tatuagem. Você pode tatuar algum retrato, homenagear alguém que já se foi e até mesmo gravar permanentemente seus poemas e livros preferidos.

Livros eternizam frases em nós. É por esse motivo, que maníacos por leitura gostam tanto de tatuar frases. Se você é daqueles que pensa: nossa, gosto tanto dessa frase/livro que poderia tatuá-la, esse post é pra você.

Separei algumas tatuagens baseadas em literatura e espero que possa inspirá-los de alguma forma. Tenho a intenção de fazer um post semanal, com tattoos que vou encontrando pelo caminho.

Imagem

Foto: We Heart It

A primeira da lista é uma frase de Paulo Leminski. Sou suspeita para falar desse poeta, pois se pudesse, tatuaria todos os seus poemas, da cabeça aos pés. Repara bem no que não digo, é uma das frases mais famosas dele. Para os indiferentes, essa é uma boa pedida.

Imagem

Foto: We Heart It

A trilogia Jogos Vorazes, leva em todas as suas capas um tordo. Esse tordo (mockingjay), também é o símbolo da revolução contra a capital dos distritos, Panem.  É o “amuleto da sorte” de Katniss na arena. É uma bela tatuagem para os fãs dessa história.

Imagem

Foto: We Heart It

Já que falamos de Jogos Vorazes, não poderia deixar Harry Potter de fora. (Não estou comparando os dois fãs, não me matem). Aí está um belo exemplo de tatuagem baseada no bruxinho mais famoso de todos os tempos. Além do desenho, que é incrível, a frase tem um significado super legal. Algo assim: Não adianta duelar com os sonhos e esquecer de viver.”

Imagem

Foto: We Heart It

Seguindo a linha de tatuagens baseadas em livros famosos, essa é minha menina dos olhos. Extraída do livro A Culpa é das estrelas, de John Green, essa frase narra o momento exato em que a protagonista, Hazel Grace, percebe que está apaixonada. Para mim, essa é uma das mais belas frases do livro, que significa: Me apaixonei do mesmo jeito que alguém cai no sono: gradativamente e de repente, de uma hora para outra.”

Imagem

Foto: We Heart It

Dessa vez o livro que serviu de inspiração foi Quem é você, Alaska?, também do incrível John Green. Lembro que enquanto lia esse livro, olhei para essa frase e pensei: preciso me lembrar dessa parte. Adorei a iniciativa de quem fez essa tatuagem. Tradução da frase: ‘Se as pessoas fossem chuva, eu era garoa, e ela um furacão.”

Imagem

Foto: We Heart It

“Há um pássaro azul em meu coração que quer sair’’. Essa é uma tatuagem inspirada no poema de Charles Bukowski – O pássaro azul. A gaiola do desenho representa o coração do autor, que se sente preso de alguma forma, como um pássaro. Lindíssima.

Imagem

Foto: We Heart It

E não poderia faltar uma tatuagem de Edgar Allan Poe. Baseada no seu poema mais famoso, O Corvo, a tatuagem leva a palavra Nevermore, que no português significa nunca mais. Essa frase é “dita” pelo corvo durante todo o poema e assombra o querido Poe.

Por último, algumas tatuagens somente com livros. Amei todas!

Imagem

Foto: We Heart It

Anúncios

4 Respostas para “Inspiração: Tatuagens literárias

  1. Pingback: Inspiração: Tatuagens literárias #4 | Não nasci para ser lido·

  2. Pingback: Inspiração: Tatuagens literárias III | Não nasci para ser lido·

  3. Pingback: Conheça a loja maluca de Archie McPhee | Não nasci para ser lido·

  4. Pingback: Inspiração: Tatuagens literárias II |·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s